A Funadesp, no cumprimento de sua missão, vem desenvolvendo atividades de articulação, comunicação e informação, relacionadas aos diversos campos da educação superior.

A Rede Nacional de Dirigentes de Ensino de Graduação das IES Particulares (REDE-DGP), resultado da organização dos Dirigentes de Graduação – Pró-Reitores, Vice-Reitores, Diretores e Coordenadores das Instituições de Ensino Superior Particulares foi criada em 2006, por ocasião do 5º Encontro Nacional de Dirigentes de Graduação das IES Particulares. Se reúne anualmente com o apoio da Fundação Nacional de Desenvolvimento do Ensino Superior Particular (FUNADESP).

A organização da REDE-DGP tem por objetivos:

1. A busca do fortalecimento de estratégias acadêmicas e administrativas de gestão para a valorização do ensino e a melhoria da qualidade dos cursos de graduação;
2. A integração dos dirigentes de ensino de graduação;
3. A realização de estudos;
4. O estabelecimento de relações com a Pós-Graduação e a Extensão; e
5. A promoção, anualmente, do Encontro Nacional dos Dirigentes de Graduação do segmento particular.

O Comitê de Articulação da REDE-DGP é composto de dois representantes de cada uma das cinco regiões do país. A cada encontro realizado anualmente este comitê é renovado. Confira abaixo o regulamento da Rede e a composição atual do Comitê de Articulação.

Veja o Regulamento e a composição do Comitê de Articulação.

Participe da Rede-DGP. Entre em contato com o representante de sua região ou envie um e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Esperamos e agradecemos a sua participação.

O cenário da educação superior vem se modificando gradualmente sob influência da tecnologia, do novo perfil dos estudantes, da necessidade de tornar o aprendizado contextualizado e significativo para o aluno e para a sociedade e, recentemente, como consequência das mudanças pós-pandemia. Dentro desse contexto, os órgãos regulatórios do Ministério da Educação têm estudado adequações e atualizações voltadas para o ensino, especialmente para o ensino superior. No entanto, independente de qual seja o cenário, em todas as diretrizes se tem como recomendação a inovação das metodologias de aprendizagem e dos modelos pedagógicos. Desta forma, no XIX Encontro Nacional de Dirigentes de Graduação, promovido pela Rede Nacional de Dirigentes de Ensino de Graduação das IES Particulares (REDE-DGP), com apoio da Fundação Nacional de Desenvolvimento do Ensino Superior Particular (FUNADESP), discutiu-se o currículo por desenvolvimento de competências e o incentivo à pesquisa na realidade do ensino superior particular.

Realizado no dia 26 de outubro de 2022, no formato online, o XIX Encontro Nacional de Dirigentes de Graduação teve como tema “Currículo por competência e incentivo à pesquisa: possibilidades de aplicação no ensino superior particular”.

Na cerimônia de abertura, após os agradecimentos, o Prof. Cícero Ivan Gontijo, Diretor Superintendente da FUNADESP, explicou sobre a Rede Nacional de Dirigentes de Ensino de Graduação das IES Particulares (REDE-DGP) e anunciou uma vaga para a região nordeste. Duas candidatas foram indicadas para esta vaga, a Profa. Dra. Maria das Graças Soares da Costa, da Faculdade Frassinetti do Recife – FAFIRE de Recife/PE e a Profa. Dra. Elzenir Pereira de Oliveira Almeida, do Centro Universitário de Patos – UNIFIP de Patos/PB. O gestor de Programas de Bolsas da Funadesp, Sandro Oliveira de Carvalho, conduziu a votação entre os representantes e gestores presentes na reunião. Finalizada a votação, foi eleita a profa. Maria das Graças Soares da Costa, por maiporia.

Na sequência, a professora convidada, Dra. Helena Carvalho De Lorenzo, Coordenadora Nacional do Comitê de Articulação da Rede-PGP e Coordenadora do Centro Integrado de Ensino e Pesquisa da Universidade de Araraquara – UNIARA, trouxe-nos um relato de experiência, abordando o tema “Os Programas de Bolsas Institucionais para pesquisa oferecidos pela FUNADESP e o caso da Universidade de Araraquara – UNIARA”. A professora falou da importância da pesquisa como um diferencial e indicador de qualidade no contexto das IES particulares e exemplificou como a parceria com a Funadesp tem permitido esse diferencial na UNIARA.

Na sequência, no painel principal, a professora mestra, Suze dos Santos Oliveira, gestora de projetos de inovação no CESUPA - Centro Universitário do Estado do Pará, discorreu sobre o tema “Planejamento e Estratégias de implantação do currículo por competência no ensino superior”. A professora falou sobre a diferença entre o ensino tradicional e o currículo por desenvolvimento de competências e a necessidade de mudanças frente a nova realidade social e comportamental dos estudantes. Explicou como ocorreu a implantação desse novo currículo no CESUPA e quais os resultados obtidos a partir dessas mudanças. O debate conduzido após a palestra foi enriquecedor, mostrando o interesse dos professores e gestores presentes na temática abordada.

O evento contou com 199 inscritos, sendo 88 Dirigentes de Instituições de Ensino Superior, 78 Docentes de Ensino Superior e 33 outros profissionais. Acreditamos que foi uma manhã extremamente produtiva, com muita troca de experiências e que nos fez refletir sobre as diferentes possibilidades de inovar e tornar a formação superior mais aplicada e voltada para as necessidades sociais atuais.

O avanço das tecnologias da informação nos últimos anos motivou estudos e discussões entre dirigentes do ensino superior, em relação às mudanças necessárias para adaptar as estratégias pedagógicas e de gestão, bem como preparar o futuro profissional para o mundo "on". No entanto, esse processo foi acelerado pela pandemia de COVID-19 e as adaptações e mudanças, que seriam graduais, precisaram acontecer de forma imediata, surpreendendo e levando as Instituições de Ensino ao domínio da tecnologia. Tanto dirigentes, como docentes, se viram frente a uma infinidade de recursos tecnológicos educacionais para uso em sala de aula, na gestão e nos processos de credenciamento e recredenciamento das IES. Diante dessa realidade, como as instituições se prepararam e utilizaram esses recursos? Quais os pontos positivos e os desafios enfrentados? O que fica desse aprendizado e o que levamos para o futuro? O XVIII Encontro Nacional de Dirigentes de Graduação, idealizado e organizado pela Rede Nacional de Dirigentes de Ensino de Graduação das IES Particulares (REDE-DGP), com apoio da Fundação Nacional de Desenvolvimento do Ensino Superior Particular (Funadesp), buscou discutir essas questões, especialmente em relação às Tecnologias Educacionais, suas contribuições e desafios para o ensino superior.

Realizado no dia 22 de setembro de 2021, no formato online, o XVIII Encontro Nacional de Dirigentes de Graduação teve como tema “Tecnologias Educacionais - contribuições e desafios para o ensino superior”.

No painel de abertura, o professor convidado, Marcos Roberto Rosa, abordou o tema “Indicadores de Qualidade da Educação Superior e uso de Inteligência de Dados na Gestão Estratégica das IES”. O Professor falou sobre os Indicadores de Qualidade do ensino superior e apontou estratégias para entendê-los e avaliá-los por meio de programas digitais de inteligência de dados, utilizando esses resultados para traçar estratégias de ação para garantir a qualidade das IES.

Após um breve intervalo, o Prof. Cícero Ivan Gontijo, Diretor Superintendente da FUNADESP, conduziu a eleição por aclamação, pela assembleia, dos membros do Comitê de Articulação da Rede-DGP e de seu coordenador e vice-coordenador. Também foram anunciadas uma vaga para a região nordeste e uma para a macrorregião sudeste/Sul, esta última preenchida pelo Prof. Davi José de Souza da Silva, da Universidade Estácio de Sá/RJ. A vaga para a região nordeste continuará em aberto porque nenhum dirigente presente se candidatou. Foram indicadas e eleitas para a coordenação e vice-coordenação da Rede-DGP, por um mandato de dois anos, a Professora Claudia Teixeira Arroyo, Coordenadora de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão no Centro Universitário UNIFAFIBE, de Bebedouro/SP e a Professora Sheila Santos de Carvalho Ribeiro, Diretora Acadêmica da Faculdade Serra da Mesa (FaSeM), de Uruaçu/GO.

A mesa redonda “O Ensino Superior e as novas tecnologias: soluções e desafios” oportunizou a troca de experiências, com a apresentação de quatro cases de Instituições de diferentes Regiões do Brasil, que abordaram o uso das tecnologias da informação, as inovações pedagógicas e os desafios de evidenciar a qualidade institucional de ensino, em contextos diversificados, como na Gestão Institucional, nas Estratégias Pedagógicas, na formação docente e no Credenciamento e Recredenciamento Virtual. A professora Maria das Graças Soares da Costa, Diretora Geral da Faculdade Frassinetti do Recife (FAFIRE), falou sobre a experiência de utilizar as tecnologias da Google Enterprise, o empréstimo de Cromebooks para alunos e docentes e as parcerias com empresas para garantir internet para os alunos no período da pandemia. O Professor Rafael Catani Lima, Pró-Reitor Acadêmico do Centro Universitário UNIFAFIBE, expôs as dificuldades administrativas e acadêmicas enfrentadas durante a pandemia e as estratégias adotadas para saná-las, focalizando tanto os alunos como os docentes, ouvindo suas angústias, abrindo núcleos tecnológicos para assessorar os problemas dessa natureza e promovendo capacitações para o uso das tecnologias educacionais. O Professor Caio Fanha, Coordenador do International Office e do Departamento de Carreiras do Centro Universitário do Estado Pará – CESUPA, narrou a experiência com o projeto Amazon Experience CESUPA Challenge, e o desafio de utilizar as tecnologias educacionais como propulsoras da cooperação em redes, internacionalização e extensão, numa iniciativa que trabalha a valorização do meio ambiente, o empreendedorismo, a sustentabilidade, a cooperação, a autonomia, a criatividade, entre outras competências, por meio da aprendizagem baseada em projetos e a gamificação. Finalizando, a professora Sheila Santos de Carvalho Ribeiro, Diretora Acadêmica da Faculdade Serra da Mesa (FaSeM), de Uruaçu/GO, relatou os desafios de passar por uma visita virtual de credenciamento para cursos na modalidade à distância, apontando as dificuldades e as estratégias utilizadas pela instituição, para apresentar ao MEC as evidências de qualidade Institucional.

O evento contou com 249 inscritos, sendo 111 Dirigentes de Instituições de Ensino Superior, 93 Docentes de Ensino Superior e 45 outros profissionais. Acreditamos que foi uma manhã extremamente produtiva, com muita troca de experiências e que nos fez refletir sobre as diferentes soluções para um mesmo desafio e o quanto a adversidade pode, em muitos casos, impulsionar a inovação e o crescimento.

Veja o vídeo do Encontro: https://youtu.be/fE2RxcFt5Ls

Os tempos instáveis impostos pela pandemia em 2020 impuseram à educação grandes desafios! O primeiro deles foi não pararmos, precisávamos continuar! O segundo, diante da necessidade do isolamento social, os gestores, os professores precisaram se reinventar, criar novas formas para gerar a aprendizagem dos alunos mediatizados pela tecnologia. Uma reinvenção que os colocou no olho do “furacão tecnológico”, pois a eles/nós cabia a função da ambientação e domínio das ferramentas tão bem dominadas pelos nativos digitais que são a maioria dos nossos alunos.

Envolvidos pelos sentimentos de compromisso e de que poderíamos fazer mais por meio das Redes de Cooperação, a Rede Nacional de Dirigentes de Ensino de Graduação das IES Particulares-Rede DGP, organizou o Encontro que ocorreu no dia 04/11/2020 de forma virtual por meio da plataforma Zoom, visando compartilhar a troca de experiências das instituições que se (re) inventaram com o ensino digital em tempos de pandemia.

O evento teve a abertura com o Diretor Superintendente da Funadesp, professor Cícero Ivan Gontijo que destacou a importância de compartilhar experiências como forma de fortalecer o trabalho das instituições, momento em que fez o destaque para o papel da FUNADESP como incentivadora às atividades de ensino, pesquisa e extensão para as IES da rede particular de ensino.

O painel de abertura intitulado “Os desafios do ensino superior em tempos de pandemia: presente e futuro”, com o Prof. Gustavo Hoffmann, trouxe reflexões acerca do ensino em seu formato híbrido, destacando que o ensino emergencial remoto precisou unir o que tínhamos de melhor do ensino digital com o melhor do presencial, provocando mudanças no perfil dos professores, pois estes tiveram que adquirir novas competências, dentre elas, as competências digitais. Para o futuro, destacou alguns pontos que julga irreversíveis, dentre eles os currículos por competências, um maior investimento na formação docente, pois os professores devem ser cada vez “mais digitais” e as avaliações mais formativas.

A sessão troca de experiências: “como temos feito?” foi emoldurada pelos relatos de quatro instituições de diferentes regiões do país, que narraram suas transformações e aprendizagens para dar conta do “ensino remoto”. As temáticas relatadas foram: CESUPA: “como foi a preparação das instituições para o ensino digital?” UNIVATES: “Como trabalhamos a saúde mental de professores e alunos no contexto da pandemia?” UNIT: “Como trabalhamos o engajamento e a retenção dos alunos no ambiente digital em tempos de pandemia?” e UNIFEOB: “Como fizemos a avaliação e feedback da aprendizagem no ambiente digital?”

As reflexões, as trocas vivenciadas neste dia ecoaram como ações possíveis para transformar o ensino de graduação mesmo em tempos que sugeriram paralisia ou desesperança! Sigamos envolvidos pela nobre utopia de que fazer educação é compartilhar, é dialogar, é transformar sonhos em realidade!

Profa Elza Dantas 

Para visualizar o vídeo completo do Encontro clique no link: https://www.youtube.com/watch?v=YKFDc0fGBZ8

As apresentações estão disponíveis para o download na descrição do vídeo na página do Youtube.

© 2022 Funadesp. Todos direitos reservados.

Desenvolvido por AtomTech