A marca FUNADESP é o principal componente de sua identidade visual.

O "F" estilizado foi escolhido para conter os significados simbólicos identificadores da Funadesp, por ser a inicial do nome da instituição e de sua sigla, além de remeter a  Fomento, Formação - elementos presentes nas finalidades da Fundação. 

Os traços e a dinâmica impressos no design da letra resultaram na criação da Marca, contemplando os seguintes valores identificadores da Funadesp:

Apoio

“Apoiar o desenvolvimento das Instituições de Educação Superior do segmento não estatal" é finalidade fundamental, contida no ato da instituição e na própria denominação da FUNADESP. A função básica é expressa pela dinâmica do "F" cuja configuração, dada pelos elementos de um esteio e duas asas, pretendeu simbolizar os significados de apoio, sustentação, suporte e equilíbrio.

Desenvolvimento

Ideia-força que deu origem à FUNADESP, abrange os significados de crescimento, avanço, movimento, espiral, alcance de patamares progressivos de melhoria, evolução,  conhecimento.

A simbologia destes conceitos é retratada pelos braços do "F", que procuram expressar os movimentos circulares de crescimento, de progresso.

Qualidade

Constitui outra ideia-força presente na vontade dos instituidores ao fixar as finalidades da FUNADESP  Promover a busca continuada da qualidade das atividades e projetos de ensino, de pesquisa, de extensão, de gestão acadêmica, de desenvolvimento institucional, científico e tecnológico é o que foi inscrito em seu Estatuto.

Trata-se de conceito passível de mensuração e avaliação, conforme parâmetros preestabelecidos. Contudo, é ideia abstrata de difícil representação. Atribuiu-se às linhas aguçadas dos braços do “F” a figuração de setas indicadoras de uma direção, de um objetivo e de um rumo permanente da FUNADESP: a qualidade. 

Integração e Parceria

Integração, cooperação, parceria, articulação e harmonia fazem parte do modo de ser e de atuar da FUNADESP, conforme se infere dos propósitos de seus instituidores. 

São significados vivamente impressos na marca pelo verde, cor mais harmoniosa e integradora de todas, que remete a renovação, vida nova, energia, fertilidade e crescimento.

Seriedade

A FUNADESP é uma Fundação comprometida com padrões de seriedade e competência. A fixação desse conceito percebe-se na grafia da sigla: FUNADESP, estampada pelo tipo de letra, em caixa alta, transmitindo sensação de solidez e sobriedade. Também é simbolizado pela linha reta que delimita o espaço entre a sigla e o nome por extenso da Fundação. 

Faça o Download da Logo FUNADESP: COREL DRAW - JPG (arquivo .zip)

Alcina Moreira Taitson - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Gestora dos Programas de Bolsas de Estudo e de Pesquisa

Sandro Oliveira de Carvalho - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Analista de Informação

Clêide Maria da Silva do Nascimento - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Assistente Administrativo

Patrícia de Jesus Portela - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Assistente Técnico-administrativo

Marcus Vinícius de Mesquita Silva - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Técnico de Informática

Maria de Jesus Rodrigues de Barros - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Secretária

Claudia Nanci Soares - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Assistente Técnica

Sérgio Missiaggia - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Diretor Superintendente

Pe. Décio Batista Teixeira - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Diretor Administrativo

Maria Lúcia de Vilhena Garcia - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Diretora Técnica

A Fundação Nacional de Desenvolvimento do Ensino Superior Particular - Funadesp é uma instituição não-estatal de direito privado, constituída sob a forma de fundação por mantenedores de instituições de ensino superior particular. Não tem fins lucrativos e é velada pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, através da Promotoria de Justiça de Fundações.

Criada em julho de 1998, a Funadesp tem a missão de propiciar às Instituições de Ensino Superior (IES) a busca continuada da qualidade e relevância das atividades de ensino, de pesquisa, extensão, gestão acadêmica, desenvolvimento institucional, científico e tecnológico.

Para alcançar sua missão a Funadesp estabelece como finalidades a capacitação de docentes e o estímulo para a realização de estudos e pesquisas que promovam a participação das Instituições de Ensino Superior Particulares - IES, na geração e na disseminação de conhecimentos científicos, técnicos, culturais e artísticos, em benefício da sociedade.

A Funadesp vem continuamente se firmando na busca dos caminhos e dos meios adequados para cumprir sua missão. Esse esforço é resultado da visão de seus instituidores e da participação construtiva de várias instituições que, pelo estabelecimento de parcerias, aportam idéias, recursos e competências.

MISSÃO

"Apoiar o desenvolvimento das Instituições de Ensino Superior, mediante a busca continuada da qualidade e relevância das atividades de ensino, de pesquisa, de extensão, de gestão acadêmica ou de desenvolvimento institucional, científico e tecnológico."
(Art 2º, Inciso I do Estatuto)

A Funadesp foi criada em julho de 1998, a partir da iniciativa de um grupo de dirigentes, mantenedores e educadores, liderados pelo Prof. Edson de Souza Franco. O ato de instituição da Fundação foi apoiado por 69 entidades mantenedoras convictas da necessidade da existência de uma organização que pudesse dar sustentação aos processos de desenvolvimento e de fortalecimento da qualidade do ensino superior particular. Dessa maneira, sediada na cidade de Brasília, a Funadesp começou a desenvolver suas atividades seguindo motivações que, aquela época, eram as principais aspirações do ensino superior privado.

Com a expansão deste setor de ensino no Brasil, o ensino privado deparou-se com mais de 65% do total de matrículas em ensino superior. Tão expressiva participação impunha, sobretudo, crescentes responsabilidades e novos desafios ao setor da educação superior não estatal. Aspirações como a necessidade de uma formação qualificada do corpo docente e do setor de recursos humanos foi apenas uma das justificativas imediatas para a criação da Funadesp.

Em meados dos anos 90 a titulação acadêmica do corpo docente das IES particulares podia ser considerada precária. Os doutores representavam cerca de 12% e os mestres 29% do corpo docente. Tal situação revelava que a capacitação de docentes não vinha merecendo a devida atenção por parte dos dirigentes de instituições, tampouco por parte das esferas educacionais do Governo. Ficava evidente que era necessário valorizar a experiência profissional, a competência de magistério, os planos de carreira e as práticas pedagógicas, juntamente com a adequação das instalações, dos equipamentos, das bibliotecas, laboratórios, salas de aula e demais condições de infraestrutura. Percebia-se também que era necessário arriscar inovações no ensino para promover a adequação da oferta. Isso resultava na diversificação das oportunidades em programas de formação profissional específica e em cursos de tecnologia de menor duração; o investimento em formas de ensino não presenciais; a experimentação de alternativas de cursos sequenciais e a flexibilização dos currículos.

Era necessário também desenvolver o ensino de pós-graduação. A participação das IES particulares era limitada a uma inexpressiva oferta de cursos stricto sensu. A necessidade de desenvolvimento existia, pois acredita-se que a viabilidade deste tipo de ensino constitui fator de melhoria da qualidade de todo o sistema.

Por fim, era indispensável desenvolver a produção científica, que, àquela época, apresentava um baixo desempenho e uma reduzida capacidade de pesquisa das instituições particulares. Fortalecia-se, entretanto, a percepção de que as instituições particulares precisavam demonstrar o quanto são capazes de atuar não apenas no ensino de graduação. Necessitavam, para tanto, adquirir competência para também marcarem presença no campo da pesquisa. Somente a disponibilidade de um corpo docente com qualificação e dedicação poderia possibilitar a elas uma atividade mais significativa de produção intelectual e científica.

© 2018 Funadesp. Todos direitos reservados.

Desenvolvido por AtomTech