Publicado: Terça, 20 Setembro 2016 10:58
  Autor: Mateus Mastella
  Fonte: Portal ClicaTribuna
  Link: http://www.clicatribuna.com/noticia/flashdoleitor/territorio-paulo-freire-o-elo-entre-a-universidade-e-a-comunidade-17688

O  Programa de Extensão Território Paulo Freire é uma iniciativa da Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Unesc, que foi elaborado em parceria com as Unidades Acadêmicas da Universidade, com o objetivo de desenvolver projetos que ampliem a capacidade de autonomia das comunidades, além de permitir aos acadêmicos participantes importantes e transformadoras vivências na formação para a cidadania. O Programa abrange os bairros que compõem o entorno da Unesc e que fazem parte do que se denomina "Grande Santa Luzia".


Trata-se de um Programa diferenciado, em razão do modo como os projetos foram concebidos, os quais, todos eles, retratam as necessidades da comunidade envolvida, tendo em vista que, antes de suas elaborações, grupos de professores e acadêmicos reuniram-se com as lideranças comunitárias dos bairros envolvidos (12 bairros aproximadamente) em novembro e em dezembro de 2013, apoiados pela União das Associações de Bairros de Criciúma (UABC), com o intuito de identificar as demandas da população daquela região. De posse dessas demandas, as equipes de docentes e discentes elaboraram e desenvolveram os projetos de extensão.

Já se passaram dois anos desde o lançamento do Programa e um novo edital foi lançado para 2016-2018. No final de 2015, a comunidade foi ouvida novamente e novas demandas emergiram, as quais resultaram nas áreas temáticas dos novos projetos selecionados, que possuem caráter inter e multidisciplinar e foram concebidos a partir de abordagens diferenciadas, adotando os referenciais teóricos do educador Paulo Freire, cujo legado é reconhecido nacional e internacionalmente.

Ao todo, são doze projetos, que envolvem mais de quarenta professores e mais de trinta alunos nas mais diferentes áreas do conhecimento: saúde, educação, direito, ciências sociais aplicadas e engenharias. Eles traduzem a aproximação entre a universidade e a comunidade e visam ao empoderamento comunitário, ao conhecimento da realidade, à melhoria do ensino e à qualificação profissional.

A Carta Constitucional de 1988, por meio do artigo 207, expressa o tom de responsabilidade deliberada às universidades na prática extensionista. Desse modo,"as Universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão e obedecerão ao princípio da indissociabilidade do ensino, pesquisa e extensão", como traz a estudiosa Sueli Mazzilli.

A extensão, nas universidades comunitárias, pode ser definida por sua capacidade de promover mudanças a partir da identificação de problemas inerentes a uma comunidade, por meio da aplicação de projetos que contemplem a interação entre o ensino e a pesquisa.  Nesse contexto, entende-se que a formação de profissionais competentes envolve diferentes dimensões, dentre elas o contato com a realidade, o qual possibilita um aprendizado por meio da ação-reflexão-ação.

Os projetos desenvolvidos no Programa Território Paulo Freire conseguem fazer a ligação entre o ensino de sala de aula com a pesquisa, a extensão e as vivências na comunidade. Portanto, a Unesc, por meio do Programa de Extensão Território Paulo Freire, atinge a finalidade de qualificar a formação acadêmica, exercendo sua função de transformação da realidade social, o que vai ao encontro de sua missão.

Prof.ª M.ª Scheila Martinhago Saleh - Coordenadora do Programa Território Paulo Freire
Prof.ª Dra. Luciane Bisognin Ceretta - Pró-Reitora de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão

© 2019 Funadesp. Todos direitos reservados.

Desenvolvido por AtomTech