Publicado: Quinta, 06 Novembro 2014 17:34
  Fonte: Agência Câmara Notícias

Deputada Margarida Salomão (PT-MG)

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática rejeitou nesta quarta-feira (5) proposta que obriga as instituições federais de educação superior e de pesquisa a disponibilizar, em formado digital e em site próprio, toda a produção científica de seus professores, pesquisadores e alunos. A medida está prevista no Projeto de Lei 6702/13, da deputada Iracema Portella (PP-PI).

 

 De acordo com o projeto, a obrigatoriedade abrangerá, no mínimo, as dissertações e teses defendidas na instituição e artigos científicos, livros, capítulos de livros e trabalhos apresentados em eventos pelos professores, pesquisadores e alunos de mestrado e doutorado.

A proposta recebeu parecer contrário da relatora, deputada Margarida Salomão (PT-MG). Segundo ela, as instituições federais de ensino e pesquisa já mantêm arquivos das dissertações e teses defendidas e da produção intelectual de seus quadros. “Além disso, o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) mantém a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações, consolidando nacionalmente essas informações”, disse.

A parlamentar acrescentou que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) também mantém portal de periódicos, que oferece acesso a mais de 30 mil títulos nacionais e estrangeiros, e banco de dados de teses e dissertações, que consolida a produção acadêmica nacional desde 1987.

Tramitação
De caráter conclusivo, a proposta será analisada agora pelas comissões de Educação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Lara Haje
Edição – Daniella Cronemberger

© 2019 Funadesp. Todos direitos reservados.

Desenvolvido por AtomTech